topo
Jornal Eletrônico da Embrapa Milho e Sorgo (Sete Lagoas-MG)   |
   Ano 09 - Edição 60 - Março de 2015
   Ano 13 - Edição 112 - Setembro/Outubro de 2019 
   Ano 13 - Edição 111 - Agosto de 2019 
   Ano 13 - Edição 110 - Julho de 2019 
   Ano 13 - Edição 109 - Junho de 2019 
   Ano 13 - Edição 108 - Maio de 2019 
   Ano 13 - Edição 107 - Abril de 2019 
   Ano 13 - Edição 106 - Março de 2019 
   Ano 13 - Edição 105 - Janeiro/Fevereiro de 2019 
   Ano 12 - Edição 104 - Nov. e Dezembro de 2018 
   Ano 12 - Edição 103 - Outubro de 2018 
   Ano 12 - Edição 102 - Setembro de 2018 
   Ano 12 - Edição 101 - Agosto de 2018 
 
 
seta
  ARTIGO logo Embrapa
  imagem da notícia  
Arranjo de plantas de braquiária em consórcio com a cultura do milho

Nos últimos anos, principalmente a partir da década de 80, houve uma difusão muito grande da consorciação do milho com braquiária, pelos benefícios que esta oferece, como produção de alimentos (grãos e forragens) e palhada para o sistema plantio direto.

Entretanto, neste sistema, novas relações são estabelecidas, que podem trazer diversos benefícios ao sistema de produção, bem como podem aumentar a competição por água, luz e nutrientes entre as plantas. Logo, os efeitos do consórcio, benéficos ou não, dependem de uma série de fatores, destacando-se o manejo empregado no arranjo de plantas, que será fundamental no resultado final do balanço da produção, de forma a se buscar a otimização da exploração agrícola e a qualidade sócioambiental.

Os arranjos mais comuns utilizados no consórcio do milho com a braquiária são o cultivo desta na linha, na entrelinha ou na linha + entrelinha da cultura do milho, sendo que cada uma destas modalidades apresenta suas peculiaridades. Dessa forma, a realização de pesquisas que comparem o desempenho do milho e braquiária nesta modalidade de cultivo pode resultar em diferenças significativas nas produtividades dessas culturas para este sistema de produção.

Para estudar o melhor arranjo entre plantas de braquiária (Urocloa ruziziensis) no consórcio com milho (Zea mays), em rotação com a soja (Glycine max), sob sistema de semeadura direta, foram instalados experimentos no Campo Experimental da Embrapa Milho e Sorgo, em Sete Lagoas-MG, durante as safras 2009-2010, 2010-2011 e 2011-2012.

Para conferir os resultados e ler o trabalho na íntegra, clique aqui.

Autores:

Flávia Cristina dos Santos
Pesquisadora da Embrapa Milho e Sorgo, Sete Lagoas-MG

Carlos Hissao Kurihara
Pesquisador da Embrapa Agropecuária Oeste,Dourados-MS

Álvaro Vilela de Resende
Pesquisador da Embrapa Milho e Sorgo, Sete Lagoas-MG

Ramon Costa Alvarenga
Pesquisador da Embrapa Milho e Sorgo, Sete Lagoas-MG

Manoel Ricardo de Albuquerque Filho
Pesquisador da Embrapa Milho e Sorgo, Sete Lagoas-MG

  COMENTÁRIOS  
 
Nome Completo
E-mail
Comentário
OBS.: Os comentários são previamente analisados antes de sua publicação.
 
 
 
 
  ESPAÇO DO LEITOR
 
imagem de envelope

Entre em contato com a equipe que produz o jornal eletrônico Grão em Grão. Sugira reportagens, temas para serem abordados nos artigos, eventos, enfim, emita seu ponto de vista sobre o jornal. Você tem duas maneiras de interagir conosco:

por e-mail: cnpms.nco@embrapa.br ou
por telefone: (31) 3027-1272

  CADASTRO
 

Para se cadastrar e receber nosso informativo via e-mail, clique aqui.

Acesse também o nosso jornal no endereço http://grao.cnpms.embrapa.br

Caso queira, a qualquer momento, cancelar o recebimento do informativo, clique aqui ou envie uma mensagem para cnpms.nco@embrapa.br solicitando a retirada de seu nome da lista de leitores.

  EXPEDIENTE
 

O jornal eletrônico Grão em Grão faz parte do Programa de Comunicação Organizacional da Embrapa Milho e Sorgo.

Supervisor do NCO (Núcleo de Comunicação Organizacional): Marina Torres

Jornalistas responsáveis: Guilherme Viana (MG 06566 JP), José Heitor Vasconcellos (RJ 12914 JP), Marina Torres (MG 08577 JP) e Sandra Brito (MG 06230 JP)

Desenvolvedor: Luiz Fernando Severnini

Programador Visual: Alexandre Esteves Neves

Edição: NCO (Núcleo de Comunicação Organizacional)

Revisão: Antonio Claudio da Silva Barros

Fotos desta edição: arquivo NCO (Núcleo de Comunicação Organizacional) da Embrapa Milho e Sorgo e Reinaldo Gomide

Chefia da Embrapa Milho e Sorgo: Antônio Álvaro Corsetti Purcino (chefe-geral), Sidney Netto Parentoni (chefe-adjunto de Pesquisa e Desenvolvimento), Jason de Oliveira Duarte (chefe-adjunto de Transferência de Tecnologia) e Mônica Aparecida Nazareno (chefe-adjunta de Administração)

 
logo da Embrapa