topo
Jornal Eletrônico da Embrapa Milho e Sorgo (Sete Lagoas-MG)   |
   Ano 06 - Edição 36 - Maio de 2012
   Ano 13 - Edição 112 - Setembro/Outubro de 2019 
   Ano 13 - Edição 111 - Agosto de 2019 
   Ano 13 - Edição 110 - Julho de 2019 
   Ano 13 - Edição 109 - Junho de 2019 
   Ano 13 - Edição 108 - Maio de 2019 
   Ano 13 - Edição 107 - Abril de 2019 
   Ano 13 - Edição 106 - Março de 2019 
   Ano 13 - Edição 105 - Janeiro/Fevereiro de 2019 
   Ano 12 - Edição 104 - Nov. e Dezembro de 2018 
   Ano 12 - Edição 103 - Outubro de 2018 
   Ano 12 - Edição 102 - Setembro de 2018 
   Ano 12 - Edição 101 - Agosto de 2018 
 
 
seta
  ARTIGO logo Embrapa
  imagem da notícia  
Recomendação de Híbridos de Sorgo para Resistência à Antracnose

O aumento em produção na cultura de sorgo no Brasil foi determinado pela intensificação e modificação nos sistemas de cultivo, e pelos avanços obtidos no melhoramento genético, com a geração de cultivares de alta produtividade. Dentre os fatores que limitam a expansão da cultura no país, está a antracnose do sorgo (Colletotrichum sublineolum Henn.). A antracnose é a principal e mais devastadora doença do sorgo, e está disseminada por todas as regiões de plantio da cultura, sendo favorecida por condições de alta umidade e temperatura. Contudo, regiões com breve período de chuva, seguido por seca prolongada, também estão sujeitas à ocorrência de epidemias severas (CASELA; FERREIRA, 1998; CASELA; FREDERIKSEN, 1994).

Nas várias regiões de plantio de sorgo, ocorrem condições particularmente favoráveis à ocorrência da antracnose, devido a fatores ambientais adequados à presença de severas epidemias e à alta variabilidade apresentada pelo patógeno. Raças de alta virulência já foram identificadas em várias regiões do país, o que indica a necessidade de um contínuo monitoramento da população local do patógeno (SILVA et al., 2008; VALÉRIO et al., 2005; CASELA et al., 1996, 1997, 2001).

O controle desta doença é considerado prioritário na produção comercial de grãos, já que pode provocar perdas superiores a 80% na produtividade, além de causar esterilidade parcial de panículas e afetar drasticamente a qualidade da semente produzida (CASELA; FERREIRA, 1998). O uso de cultivares resistentes é a melhor forma de controle da doença. Porém, a variabilidade apresentada por C. sublineolum é um dos entraves para os trabalhos de melhoramento genético, visando à obtenção de cultivares resistentes, devido à possibilidade de quebra da resistência pelo surgimento de novas formas de virulência do patógeno que se adaptam rapidamente às variedades e aos híbridos comerciais (GUIMARÃES et al., 1999; CASELA; FERREIRA, 1987).

O objetivo deste trabalho foi identificar híbridos de sorgo com alto nível de resistência à populações de C. sublineolum de diferentes locais no Brasil.

Para ler o trabalho na íntegra, clique aqui.

Autores:
Dagma Dionísia da Silva
Eng.-Agr., Doutora, Pesquisadora da Embrapa Milho e Sorgo, Rod. MG 424, Km 45, Caixa Postal 151.
CEP 35701-970, Sete Lagoas, MG.
dagma@cnpms.embrapa.br

Rodrigo Véras da Costa
Luciano Viana Cota
José Avelino dos Santos
Rodrigues
Flávio Dessaune Tardin
Eng.-Agr., Doutores, Pesquisadores da Embrapa Milho e Sorgo.

Carlos Roberto Casela
Eng.-Agr., Doutor, Pesquisador aposentado da Embrapa Milho e Sorgo,
caselacarlos@hotmail.com

Igor Pereira de Souza
Eng.-Agr., Doutor, Professor do Setor de Ciências Agrárias, IFPA – Campus Conceição do Araguaia,
CEP 68540-000, Conceição do Araguaia – PA.
igoreloi@yahoo.com.br

  COMENTÁRIOS  
 
Nome Completo
E-mail
Comentário
OBS.: Os comentários são previamente analisados antes de sua publicação.
 
 
 
 
Sementes Primaceres Ltda | 13/09/2013 - 12:42
Gostaria de adquirir semente basica para multiplicar.
Favor entrar em Contato
66 3421-4939

Clério Carvalho
Clenio Araujo | 16/09/2013 - 09:23
Bom dia, Clério

Encaminhei sua demanda aos colegas responsáveis pela área de sementes.

Obrigado pelo contato

Clenio Araujo / jornalista da Embrapa Milho e Sorgo
Jessica Rodrigues do Bomfim | 25/09/2013 - 11:24
desejamos adquirir semente de milho hibrido
Clenio Araujo | 25/09/2013 - 11:52
Prezada Jessica

A partir do endereço http://snt.sede.embrapa.br/produtos/index/, é possível acessar a relação de empresas parceiras da Embrapa para venda de sementes. No seu caso, basta selecionar a cultura do milho que virão os nomes das cultivares da Empresa, inclusive os híbridos. Clicando na cultivar de interesse, aparecerão, entre outras informações, a(s) empresa(s) que a vende(m).

Atenciosamente

Clenio Araujo / jornalista da Embrapa Milho e Sorgo
  ESPAÇO DO LEITOR
 
imagem de envelope

Entre em contato com a equipe que produz o jornal eletrônico Grão em Grão. Sugira reportagens, temas para serem abordados nos artigos, eventos, enfim, emita seu ponto de vista sobre o jornal. Você tem duas maneiras de interagir conosco:

por e-mail: cnpms.nco@embrapa.br ou
por telefone: (31) 3027-1272

  CADASTRO
 

Para se cadastrar e receber nosso informativo via e-mail, clique aqui.

Acesse também o nosso jornal no endereço http://grao.cnpms.embrapa.br

Caso queira, a qualquer momento, cancelar o recebimento do informativo, clique aqui ou envie uma mensagem para cnpms.nco@embrapa.br solicitando a retirada de seu nome da lista de leitores.

  EXPEDIENTE
 

O jornal eletrônico Grão em Grão faz parte do Programa de Comunicação Organizacional da Embrapa Milho e Sorgo.

Supervisor do NCO (Núcleo de Comunicação Organizacional): José Heitor Vasconcellos

Jornalistas responsáveis: Clenio Araujo (MG 6279 JP), Guilherme Viana (MG 06566 JP) e Marina Torres (MG 08577 JP)

Desenvolvedor: Luiz Fernando Severnini

Programador Visual: Alexandre Esteves Neves

Edição: NCO (Núcleo de Comunicação Organizacional)

Revisão: Antonio Claudio da Silva Barros

Fotos desta edição: Arquivo NCO (Núcleo de Comunicação Organizacional) da Embrapa Milho e Sorgo, Arnaldo Pontes, Karina Yamada, Fredolino Giacomini dos Santos

Chefia da Embrapa Milho e Sorgo: Antônio Álvaro Corsetti Purcino (chefe-geral), Sidney Netto Parentoni (chefe-adjunto de Pesquisa e Desenvolvimento), Jason de Oliveira Duarte (chefe-adjunto de Transferência de Tecnologia) e Maria José Vilaça de Vasconcelos (chefe-adjunta de Administração)

 
logo da Embrapa