topo
Jornal Eletrônico da Embrapa Milho e Sorgo (Sete Lagoas-MG)   |
   Ano 10 - Edição 76 - Agosto de 2016
   Ano 13 - Edição 112 - Setembro/Outubro de 2019 
   Ano 13 - Edição 111 - Agosto de 2019 
   Ano 13 - Edição 110 - Julho de 2019 
   Ano 13 - Edição 109 - Junho de 2019 
   Ano 13 - Edição 108 - Maio de 2019 
   Ano 13 - Edição 107 - Abril de 2019 
   Ano 13 - Edição 106 - Março de 2019 
   Ano 13 - Edição 105 - Janeiro/Fevereiro de 2019 
   Ano 12 - Edição 104 - Nov. e Dezembro de 2018 
   Ano 12 - Edição 103 - Outubro de 2018 
   Ano 12 - Edição 102 - Setembro de 2018 
   Ano 12 - Edição 101 - Agosto de 2018 
 
 
seta
  NOTÍCIAS logo Embrapa
  imagem da notícia  
Licenciada da Embrapa comercializará sementes de milho orgânico

Um segmento estimado em apenas 0,03% da produção nacional de milho terá mais um player que comercializará sementes orgânicas do cereal. A empresa “Grãos Orgânicos”, sediada em Fortuna de Minas, na região Central de Minas Gerais, e licenciada pela Embrapa para produzir sementes de milho, disponibilizará, a partir de setembro, a variedade de ciclo precoce BRS Caimbé com foco no mercado brasileiro de produtos orgânicos. A BRS Caimbé (foto acima) é uma cultivar do tipo variedade e apresenta adaptabilidade às principais regiões do país.

“Nossa semente será voltada para um nicho pequeno, mas crescente de consumidores, como a cadeia aviária orgânica, e para a alimentação humana”, explica Carlos Thomaz Guimarães Lopes, da Grãos Orgânicos (na capa, foto com sua esposa Heloísa Lopes). Segundo ele, o nicho de grãos orgânicos no Brasil tem uma grande demanda pela matéria-prima produzida sem o uso de agroquímicos e outros insumos convencionais. “O mercado precisa de grãos produzidos de forma orgânica e há carência desse produto. Outra demanda crescente é o uso na alimentação humana, de forma direta”, explica Lopes. Exemplos são o milho-verde e os derivados alimentícios do milho.

A empresa que comercializará as sementes tem a certificação do IBD, certificadora brasileira de produtos orgânicos com credenciamento IFOAM (mercado internacional), ISO Guide 65 (mercado europeu-regulamento CE 834/2007), Demeter (mercado internacional), USDA/NOP (mercado norte-americano) e Inmetro/Mapa (mercado brasileiro). Os processos de produção e multiplicação das sementes da variedade BRS Caimbé seguem as diretrizes da Instrução Normativa Nº 46, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, que por sua vez estabelece o regulamento técnico para os sistemas orgânicos de produção.

O gerente do escritório de Sete Lagoas da Embrapa Produtos e Mercado Reginaldo Resende Coelho diz que o produto é diferenciado, sendo o primeiro licenciamento para produção e comercialização de sementes de milho com foco na produção orgânica. A cultivar de milho BRS Caimbé foi lançada pela Embrapa em 2010. Apresenta ciclo precoce e é recomendada para as condições de safra e safrinha. Em ensaios conduzidos pela Embrapa, apresentou produtividade média de 6.727 kg/ha em sistemas de produção convencionais, com o uso de insumos.

Sistema orgânico de produção

Os principais desafios para se produzir grãos de forma orgânica, na visão do pesquisador Walter Matrangolo, da área de Agroecologia da Embrapa Milho e Sorgo, são os processos de adubação do solo e as etapas de controle de plantas espontâneas. O pesquisador acompanhou o plantio da variedade BRS Caimbé na propriedade da empresa licenciada para a produção de sementes. Na adubação dos 60 hectares destinados à produção da cultivar no sistema de plantio direto, está sendo utilizado o método Bokashi, técnica de adubação japonesa adaptada às condições brasileiras que utiliza caldas da mistura de diversos componentes permitidos pela legislação orgânica para adubar o solo.

“O controle de plantas espontâneas foi feito de forma mecanizada, associado ao uso de um produto alternativo, além do plantio consorciado com o feijão-de-porco, leguminosa usada como cobertura verde e que contribui para a fixação de nitrogênio no solo”, explica o pesquisador. Ainda segundo ele, não houve, desde o início do plantio da cultivar BRS Caimbé na área destinada à produção de sementes, ataque significativo da lagarta-do-cartucho. “A fazenda possui muitas áreas de reserva permanente de Cerrado ao lado das lavouras. A presença dessas matas cria fluxos de migrações de agentes de controle biológico para a lavoura de milho. Juntos, reduzem a população dos insetos fitófagos”, conclui Matrangolo.

Comercialização

A expectativa do empresário Carlos Thomaz Lopes, da Grãos Orgânicos, é que as sementes estejam disponíveis no mercado a partir da segunda quinzena de setembro. Em entrevista ao Grão em Grão, em agosto, Thomaz disse que está na fase de classificação das sementes da cultivar BRS Caimbé. A venda das sementes certificadas, segundo o empresário, se dará pela internet (o site da empresa está em vias de ser lançado) e por empresas parceiras. Serão comercializadas embalagens de dois, cinco e de 20 quilos, atendendo desde pequenos produtores que queiram plantar a cultivar orgânica de milho em quintais ou em pequenas áreas até agentes da cadeia aviária orgânica, passando também por empresas do segmento de alimentação humana.

 

Texto: Guilherme Viana (MG 06566 JP)
Jornalista / Embrapa Milho e Sorgo (Sete Lagoas-MG)
Tel.: (31) 3027-1905
E-mail: milho-e-sorgo.imprensa@embrapa.br 

 

  COMENTÁRIOS  
 
Nome Completo
E-mail
Comentário
OBS.: Os comentários são previamente analisados antes de sua publicação.
 
 
 
 
  ESPAÇO DO LEITOR
 
imagem de envelope

Entre em contato com a equipe que produz o jornal eletrônico Grão em Grão. Sugira reportagens, temas para serem abordados nos artigos, eventos, enfim, emita seu ponto de vista sobre o jornal. Você tem duas maneiras de interagir conosco:

por e-mail: cnpms.nco@embrapa.br ou
por telefone: (31) 3027-1272

  CADASTRO
 

Para se cadastrar e receber nosso informativo via e-mail, clique aqui.

Acesse também o nosso jornal no endereço http://grao.cnpms.embrapa.br

Caso queira, a qualquer momento, cancelar o recebimento do informativo, clique aqui ou envie uma mensagem para cnpms.nco@embrapa.br solicitando a retirada de seu nome da lista de leitores.

  EXPEDIENTE
 

O jornal eletrônico Grão em Grão faz parte do Programa de Comunicação Organizacional da Embrapa Milho e Sorgo.

Supervisor do NCO (Núcleo de Comunicação Organizacional): Aurélio Martins Favarin

Jornalistas responsáveis: Guilherme Viana (MG 06566 JP), José Heitor Vasconcellos (RJ 12914 JP), Marina Torres (MG 08577 JP) e Sandra Brito (MG 06230 JP)

Desenvolvedor: Luiz Fernando Severnini

Programador Visual: Alexandre Esteves Neves

Edição: NCO (Núcleo de Comunicação Organizacional)

Revisão: Antonio Claudio da Silva Barros

Fotos desta edição: Daniel Pereira Guimarães, Fernanda Ikeda, Guilherme Viana, Olímpio Filho, Sandra Brito, Walter Matrangolo e Arquivo NCO (Núcleo de Comunicação Organizacional) da Embrapa Milho e Sorgo.

Chefia da Embrapa Milho e Sorgo: Antônio Álvaro Corsetti Purcino (chefe-geral), Sidney Netto Parentoni (chefe-adjunto de Pesquisa e Desenvolvimento), Jason de Oliveira Duarte (chefe-adjunto de Transferência de Tecnologia) e Mônica Aparecida Nazareno (chefe-adjunta de Administração)

 
logo da Embrapa