topo
Jornal Eletrônico da Embrapa Milho e Sorgo (Sete Lagoas-MG)   |
   Ano 12 - Edição 100 - Julho de 2018
   Ano 13 - Edição 112 - Setembro/Outubro de 2019 
   Ano 13 - Edição 111 - Agosto de 2019 
   Ano 13 - Edição 110 - Julho de 2019 
   Ano 13 - Edição 109 - Junho de 2019 
   Ano 13 - Edição 108 - Maio de 2019 
   Ano 13 - Edição 107 - Abril de 2019 
   Ano 13 - Edição 106 - Março de 2019 
   Ano 13 - Edição 105 - Janeiro/Fevereiro de 2019 
   Ano 12 - Edição 104 - Nov. e Dezembro de 2018 
   Ano 12 - Edição 103 - Outubro de 2018 
   Ano 12 - Edição 102 - Setembro de 2018 
   Ano 12 - Edição 101 - Agosto de 2018 
 
 
seta
  NOTÍCIAS logo Embrapa
  imagem da notícia  
Congresso de milho e sorgo debate avanços nas cadeias produtivas dos dois cereais

Inovações nas cadeias produtivas do milho e do sorgo, como na área de agricultura de precisão com ênfase no uso de drones, o surgimento de novas startups do agronegócio, e a abordagem de um dos maiores problemas da agricultura mundial – a resistência de plantas daninhas a herbicidas – serão alguns dos principais temas debatidos durante a 32ª edição do Congresso Nacional de Milho e Sorgo.

Realizado de 10 a 14 de setembro, na cidade de Lavras, no Sul de Minas, a comissão organizadora do evento aguarda a presença de aproximadamente mil participantes, superando a marca de 500 trabalhos apresentados. Outras inovações tratadas serão a utilização de sistemas integrados para os sistemas de produção de milho e sorgo no Brasil e abordagens de temas importantes em cada etapa de produção dos cereais.

Na entrevista a seguir feita com o pesquisador da Embrapa Milho e Sorgo e presidente da Associação Brasileira de Milho e Sorgo (ABMS), entidade responsável pela promoção do congresso, Décio Karam, saiba quais outros temas serão debatidos durante o principal fórum brasileiro relacionado a assuntos técnico-científicos sobre as culturas agrícolas em questão.

Grão em Grão – O tema micotoxinas e seus impactos nas cadeias dos dois cereais serão abordados exclusivamente em um curso durante o congresso. Quais outros temas de grande repercussão serão tratados?

Décio Karam – Podemos citar o manejo de nematoides em milho, o uso de Azospirillum em milho (bactérias que podem provocar a redução no uso de fertilizantes), a resistência de plantas daninhas, agricultura de precisão com ênfase no uso de drones, Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF), o controle da cigarrinha Daubulus maidis, além de temas tradicionais que merecem sempre ser tratados, como melhoramento genético, produção de sementes, mecanização agrícola, corretivos e fertilizantes, silagem de milho entre outros. Teremos também a realização de cursos, como o de silagem de milho, o de manejo de plantas daninhas e doenças, o de gestão da qualidade operacional e o de controle biológico.


Discorra sobre o tema principal do evento: "Soluções integradas para os sistemas de produção de milho e sorgo no Brasil".

Sistemas integrados de produção, tanto para a recuperação de áreas degradadas como para a sustentabilidade da produção agrícola, têm sido muito enfatizados ultimamente. Esses sistemas retomaram sua importância em relação aos sistemas intensivos por serem mais diversificados, com a grande possibilidade de redução no uso de insumos, contribuindo para a sustentabilidade agrícola, menor impacto da agricultura no ambiente e maior sustentabilidade da produção agrícola do Brasil.

 

Em relação à sua área de atuação – plantas daninhas – quais as principais novidades e/ou resultados de pesquisa serão apresentados?

A resistência de plantas daninhas, considerada um dos grandes problemas da agricultura mundial, será amplamente debatida. A evolução da resistência tem sido notada, e em especial a seleção de espécies com resistência múltipla a diferentes mecanismos de ação de herbicidas. A presença de plantas daninhas resistentes a herbicidas tem contribuído para o aumento do custo de produção agrícola, consequentemente, reduzindo a rentabilidade do produtor.

Dentre as inovações no manejo de plantas daninhas estão as aplicações localizadas do herbicida, em que o produto é aplicado somente naquelas plantas que necessitam ser controladas. Outra tecnologia que está sendo empregada no manejo das espécies resistentes é o uso de culturas de cobertura do solo que contribuem para a redução da presença de determinadas plantas que têm apresentado dificuldade de controle.


SERVIÇO

Evento: XXXII Congresso Nacional de Milho e Sorgo

Onde: Universidade Federal de Lavras (Lavras-MG)

Quando: de 10 a 14 de setembro de 2018

Prazo para a submissão de trabalhos: 25 de julho

Programação: http://www.abms.org.br/cnms/paginas/programacao.php

Inscrições: http://www.abms.org.br/cnms/paginas/tabela_valores.php

 

Sessões temáticas:

Armazenamento

Biotecnologia

Economia

Entomologia

Fertilidade e nutrição de plantas

Fisiologia vegetal

Fitopatologia

Fitotecnia

Irrigação

Mecanização e instrumentação agrícola

Milho – Genética e melhoramento

Plantas daninhas

Sorgo – Genética e melhoramento

Tecnologia de alimentos e nutrição

Tecnologia de sementes

 

Promoção: ABMS (Associação Brasileira de Milho e Sorgo)

Realização: Universidade Federal de Lavras (UFLA) e Embrapa

 

Texto: Guilherme Viana (MG 06566 JP) 
Jornalista / Embrapa Milho e Sorgo (Sete Lagoas-MG)
Tel.: (31) 3027-1905
E-mail: milho-e-sorgo.imprensa@embrapa.br  

 

  COMENTÁRIOS  
 
Nome Completo
E-mail
Comentário
OBS.: Os comentários são previamente analisados antes de sua publicação.
 
 
 
 
  ESPAÇO DO LEITOR
 
imagem de envelope

Entre em contato com a equipe que produz o jornal eletrônico Grão em Grão. Sugira reportagens, temas para serem abordados nos artigos, eventos, enfim, emita seu ponto de vista sobre o jornal. Você tem duas maneiras de interagir conosco:

por e-mail: cnpms.nco@embrapa.br ou
por telefone: (31) 3027-1272

  CADASTRO
 

Para se cadastrar e receber nosso informativo via e-mail, clique aqui.

Acesse também o nosso jornal no endereço http://grao.cnpms.embrapa.br

Caso queira, a qualquer momento, cancelar o recebimento do informativo, clique aqui ou envie uma mensagem para cnpms.nco@embrapa.br solicitando a retirada de seu nome da lista de leitores.

  EXPEDIENTE
 

O jornal eletrônico Grão em Grão faz parte do Programa de Comunicação Organizacional da Embrapa Milho e Sorgo.

Supervisor do NCO (Núcleo de Comunicação Organizacional): Aurélio Martins Favarin

Jornalistas responsáveis: Guilherme Viana (MG 06566 JP), José Heitor Vasconcellos (RJ 12914 JP), Marina Torres (MG 08577 JP) e Sandra Brito (MG 06230 JP)

Desenvolvedor: Luiz Fernando Severnini

Programador Visual: Alexandre Esteves Neves

Edição: NCO (Núcleo de Comunicação Organizacional)

Revisão: Antonio Claudio da Silva Barros

Fotos desta edição:  Núcleo de Comunicação Organizacional (NCO) da Embrapa Milho e Sorgo

Chefia da Embrapa Milho e Sorgo: Antônio Álvaro Corsetti Purcino (chefe-geral), Sidney Netto Parentoni (chefe-adjunto de Pesquisa e Desenvolvimento), Derli Prudente Santana (chefe-adjunto de Transferência de Tecnologia) e Jason de Oliveira Duarte (chefe-adjunto de Administração)

 
logo da Embrapa