topo
Jornal Eletrônico da Embrapa Milho e Sorgo (Sete Lagoas-MG)   |
   Ano 12 - Edição 104 - Nov. e Dezembro de 2018
   Ano 13 - Edição 105 - Janeiro/Fevereiro de 2019 
   Ano 12 - Edição 103 - Outubro de 2018 
   Ano 12 - Edição 102 - Setembro de 2018 
   Ano 12 - Edição 101 - Agosto de 2018 
   Ano 12 - Edição 100 - Julho de 2018 
   Ano 12 - Edição 99 - Junho de 2018 
   Ano 12 - Edição 98 - Maio de 2018 - Especial 
   Ano 12 - Edição 97 - Maio de 2018 
   Ano 12 - Edição 96 - Abril de 2018 - Especial 
   Ano 12 - Edição 95 - Março de 2018 
   Ano 12 - Edição 94 - Fevereiro de 2018 
   Ano 12 - Edição 93 - Janeiro de 2018 
 
 
seta
  NOTÍCIAS logo Embrapa
  imagem da notícia  
Aprovação do Projeto Barraginhas no Programa Petrobras Socioambiental garante propagação de atividades

O Projeto Barraginhas foi aprovado na seleção pública 2018 do Programa Petrobras Socioambiental. A seleção teve 1.699 projetos inscritos e 68 foram aprovados, considerando o recurso disponível de 180 milhões de reais para investimentos em 2019 e 2020. O Programa Petrobras Socioambiental seleciona propostas que contribuam para a conservação do meio ambiente, para a melhoria das condições de vida nas comunidades e para o desenvolvimento local.

O objetivo geral do Projeto Barraginhas é criar a cultura de produção de água e conservação do solo através da colheita de chuva por pequenas bacias que captam enxurradas, evitam erosão, proporcionam recargas do lençol freático e têm o potencial de revitalizar nascentes, perenizar córregos e rios, atuando também na amenização de enchentes.

A Embrapa desenvolveu um pacote de tecnologias sociais, tendo as Barraginhas como carro-chefe, capazes de proporcionar sustentabilidade hídrica em comunidades que enfrentam situação de escassez ou de irregularidade na distribuição de chuvas.

O Projeto Barraginhas visa promover a educação ambiental por meio de capacitação e instalação de unidades demonstrativas do pacote de tecnologias sociais que podem promover o aumento da quantidade e da qualidade da água disponível. Busca, assim, criar nas comunidades rurais uma cultura de produção de água pela colheita de chuva. "A médio e longo prazo, espera-se que essa cultura criada nos municípios atendidos se irradie aos municípios vizinhos de toda a bacia hidrográfica", explica o autor das tecnologias sociais Barraginhas e Lago de Múltiplo Uso, o engenheiro agrônomo da Embrapa Luciano Cordoval de Barros.

O Projeto será desenvolvido em pelo menos cinco bacias hidrográficas, sendo prioritárias quatro no Espírito Santo (Rio Itaúnas, Rio São Mateus, Rio Barra Seca, Pontões e Lagoas do Rio Doce) e uma em Minas Gerais (Rio Paraopeba). Outras bacias do território nacional poderão ser atendidas a partir de demandas.

Cordoval será o coordenador das atividades. Com ampla experiência, ele atua há mais de 26 anos com as Barraginhas e conta que antes retirava água dos mananciais, quando trabalhava com irrigação. "Mas, agora, eu colho chuva e devolvo água para os rios. Primeiro é preciso plantar a água para depois colher os frutos da sua abundância", diz. Cordoval já coordenou três projetos anteriores patrocinados pela Petrobras entre 2007 e 2016 e contará com as parcerias estabelecidas por meio da rede do Projeto Barraginhas ao longo dos anos.

Segundo o agrônomo, a mobilização das comunidades e os treinamentos dos gestores locais serão pontos fundamentais para o sucesso do projeto e para multiplicação do conhecimento das tecnologias sociais que garantem a sustentabilidade hídrica. "As comunidades mobilizadas, abraçando o projeto, contagiam e encantam os líderes comunitários e os agentes públicos, possibilitando que o clima instalado não seja temporário apenas na vigência do projeto, mas que perdure para outras gerações", afirma.

Texto: Marina Torres (MTb 08577/MG)
Jornalista Embrapa Milho e Sorgo
Telefone: (31) 3027-1272
E-mail: milho-e-sorgo.imprensa@embrapa.br

  COMENTÁRIOS  
 
Nome Completo
E-mail
Comentário
OBS.: Os comentários são previamente analisados antes de sua publicação.
 
 
 
 
  ESPAÇO DO LEITOR
 
imagem de envelope

Entre em contato com a equipe que produz o jornal eletrônico Grão em Grão. Sugira reportagens, temas para serem abordados nos artigos, eventos, enfim, emita seu ponto de vista sobre o jornal. Você tem duas maneiras de interagir conosco:

por e-mail: cnpms.nco@embrapa.br ou
por telefone: (31) 3027-1272

  CADASTRO
 

Para se cadastrar e receber nosso informativo via e-mail, clique aqui.

Acesse também o nosso jornal no endereço http://grao.cnpms.embrapa.br

Caso queira, a qualquer momento, cancelar o recebimento do informativo, clique aqui ou envie uma mensagem para cnpms.nco@embrapa.br solicitando a retirada de seu nome da lista de leitores.

  EXPEDIENTE
 

O jornal eletrônico Grão em Grão faz parte do Programa de Comunicação Organizacional da Embrapa Milho e Sorgo.

Supervisor do NCO (Núcleo de Comunicação Organizacional): Aurélio Martins Favarin

Jornalistas responsáveis: Guilherme Viana (MG 06566 JP), José Heitor Vasconcellos (RJ 12914 JP), Marina Torres (MG 08577 JP) e Sandra Brito (MG 06230 JP)

Desenvolvedor: Luiz Fernando Severnini

Programador Visual: Alexandre Esteves Neves

Edição: NCO (Núcleo de Comunicação Organizacional)

Revisão: Antonio Claudio da Silva Barros

Fotos desta edição: Núcleo de Comunicação Organizacional (NCO) da Embrapa Milho e Sorgo

Chefia da Embrapa Milho e Sorgo: Antônio Álvaro Corsetti Purcino (chefe-geral), Sidney Netto Parentoni (chefe-adjunto de Pesquisa e Desenvolvimento), Derli Prudente Santana (chefe-adjunto de Transferência de Tecnologia) e Jason de Oliveira Duarte (chefe-adjunto de Administração)

 
logo da Embrapa